Software Asset Management e o CFO

Otimize os gastos, maximize o valor e minimize os riscos

É você quem controla as finanças. Em última análise, como CFO você é responsável por gerenciar a posição financeira da organização; não apenas o quanto ela gasta, mas a inteligência ao gastar os orçamentos disponíveis.

É uma responsabilidade muito grande. Isso significa que você não tem tempo para o Software Asset Management.

Porém, os softwares, máquinas virtuais, operações de datacenter e auditorias de conformidade de software estão consumindo uma parte cada vez maior do precioso orçamento da organização.

Isso torna o Software Asset Management o melhor amigo do CFO para controlar gastos de TI e riscos.

Otimize o valor dos gastos

O CFO precisa garantir que o dinheiro trabalhe em prol da organização. Cada centavo gasto em softwares, dispositivos, contratos de fornecedores e contratos de suporte precisa ser totalmente utilizado para garantir que nenhum ativo fique sem uso.

Isso é Software Asset Management.

Elimine gastos excessivos e desperdício

Você não deixaria um funcionário comprar uma mesa nova se houvesse uma mesa sobrando. Então, por que permitir que a organização compre softwares desnecessários ou concorde com termos de suporte que superam em muito a utilização atual dos aplicativos cobertos? Se você entender as folgas nos ativos de software, poderá realocá-las para toda a organização e economizar um desperdício substancial.

Isso é Software Asset Management.

Evite custos não orçamentados

Qual é o pior tipo de custo? O custo não orçamentado. Com a chance de 70% de que a sua organização seja auditada por pelo menos um fornecedor de software nos próximos 12 meses, a menos que você tenha total visibilidade da sua atual Effective License Position, poderá esperar o inesperado em termos de custos de software não orçamentados. O que é pior: provavelmente, você nem precisa do software.

Isso é Software Asset Management.

Software Asset Management = Snow

A plataforma de Software Asset Management da Snow é utilizada por mais de 6.000 organizações em todo o mundo, a fim de gerenciar o custo e a eficácia dos investimentos em software e hardware. Para o CFO e as equipes de finanças/compras, isso significa ter a visibilidade de todos os ativos de software, direitos de licença e utilização. O acesso compartilhado com outros interessados do SAM facilita a implementação e imposição dos processos que geram um negócio melhor para a organização.

Downloads